5 dicas para evitar a ansiedade de seu cliente

Tallybox Ansiedade

Ansiedade é um sentimento que pode causar um descontrole emocional que, se não for cuidado, pode quebrar um Negócio antes mesmo dele iniciar. Clientes apostam suas fichas em um determinado ponto de ignição e deixam de lado todo o esforço necessário até chegar neste ponto.

Mesmo que não sejamos profissionais da área que atende pacientes com este quadro, temos que ter uma posição que auxilie e ajude a fazer com que o cliente volte à razão.

Abaixo levanto uns pontos que me ajudam a controlar esta ansiedade de ambas as partes:

1- Busque o real motivo que está causando a ansiedade.

Na maioria das vezes, o real motivo está no resultado deste serviço. Tente deixar seu cliente confortável contigo ao ponto de deixar explícito qual é o resultado que ele deseja que seja atingido após a conclusão do serviço. Deste modo, vc terá como se precaver e evitar movimentos que possam causar sua ansiedade.

Cenário: um padeiro precisa estar com o pão pronto em um determinado horário do dia. O real motivo é que a maioria dos clientes só poderão comprar naquele determinado horário e a padaria perderá muitas vendas se este serviço não for efetuado naquele exato momento. Tendo em mãos a motivação, o padeiro pode se antecipar e preparar alternativas para caso ocorra um atraso ou algo impossibilite a entrega deste serviço.

2- Evite debater o motivo e foque na solução.

Durante o momento do descontrole, é contra produtivo debater oq o motivou pois ambos os lados terão mais chances de perder a razão. O prestador de serviço terá que deixar o ego de lado para entender que qualquer exaltação de seu cliente não deverá ser revidada.
JAMAIS se exalte!!! Traga seu cliente para sua calma ao invés de entrar em seu descontrole. Não se ponha em uma posição de confronto e faça de tudo para mostrar que vc é um aliado na busca da solução.
Que tal aproveitar o descontrole emocional para um brainstorm focado na solução?

Cenário: cliente reclamando que o designer está demorando para entregar uma prévia do logotipo que pediu e está questionando o nível do designer por causa desta demora.
Neste caso, o prestador de serviço deve por seu ego de lado e não debater seu nível. Se o cliente o contratou, ele tem uma certa confiança em vc e isso deve ser usado ao seu favor. Traga seu cliente para a solução, mostrando todos os passos, agendados no Tallybox, e deixe claro que está aberto à sugestões para atingir a qualidade exigida para esta logo. Independente do motivo do atraso (e se realmente houve esse atraso), foque na solução.

3- Independente do quadro, seja positivo.

Está tudo nebuloso. Nenhum caminho te leva para uma solução boa e as esperanças estão fracas. O prestador de serviço deverá se por em uma posição de aprendiz com os erros que ocorreu durante a execução / planejamento e adquirir experiência para que isto não ocorra novamente. Seu cliente, mesmo não vendo isto no momento de ansiedade, deverá ser instruído a enxergar um pouco além do muro quais as lições que foram deixadas e quais novos caminhos foram abertos neste percurso.

Cenário: programador desenvolveu um app em 6 meses contando que o consultor de vendas teria 30 usuários pagantes já na primeira semana. 2 meses se passam e nenhum usuário ainda se propôs em pagar a mensalidade. Este consultor deverá abrir os olhos para buscar alternativas que possam cobrir esta frustração e não questionar o app com o seu desenvolvedor. Talvez, este mesmo app precise de um tempo de maturidade no mercado até que os clientes tenham confiança na solução proposta pelo app. Durante este período de amadurecimento, uma ação de fortalecimento de marca pode ser o ideal!

4- Dê total atenção ao seu cliente enquanto ele não retomar o controle emocional.

Sumir ou deixar o cliente às escuras pode aumentar ainda mais a ansiedade. Neste momento, pare oq estiver fazendo e dê atenção ao seu cliente até que o mesmo tenha restabelecido o controle emocional. Mostre para ele que vc está à total disposição e que tudo está parado enquanto vc o dá atenção. O cliente precisa enxergar que seu controle emocional é importante para que vc consiga prestar um serviço de qualidade.

Cenário: manicure fez a unha especial de casamento de sua cliente e, ao chegar em casa, sua filha borrou todo o trabalho que fez.
Ouça seu cliente mesmo que vc tenha outras unhas para fazer. Prepare um plano B para as unhas que estão na fila e um plano B para seu cliente. Sumir e ou por em uma posição nula é anti-profissional.

5- Tenha o máximo de transparência para oferecer e não prometa nada durante o descontrole.

Mesmo que tenha a solução em vista, não prometa nada enquanto a execução não for concluída com sucesso.

Cenário: advogado precisa redigir uma réplica e o cliente está com total esperança que esta réplica vai ganhar a causa.
Mesmo que com altas expectativas de ambas as partes, é necessário que o advogado tenha frieza para se precaver caso alguma adversidade ocorra e não perder a atenção aos detalhes. Não é o momento de comemorar. O ambiente é favorável mas ainda não é o ideal. Aguarde o resultado da sentença.

Em alguns casos, este pode ser um problema de saúde pessoal do seu cliente e um médico deverá ser consultado para um diagnóstico preciso e ter instruções mais precisas.

Créditos da imagem: Business image created by Jcomp – Freepik.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *